Find us on Google+

Estreou nos EUA em 23 de Maio de 1997 - há exactos 20 anos - o filme "O Mundo Perdido: Parque Jurássico" ("The Lost World: Jurassic Park"), a obrigatória sequela de "Parque Jurássico" ("Jurassic Park") de 1993, ambos adaptados a partir das novelas de Michael Crichton pela mão de Steven Spielberg.

Indo directo ao assunto: não está à altura do original, apesar dos bons efeitos especiais e interessantes sequências de acção. Dizem as más línguas que o realizador perdeu o entusiasmo pelo projecto durante as filmagens e que o terminou contrariado.

Obviamente que o filme não tem a frescura do primeiro JP, e além do carismático Jeff Goldblum promovido a actor principal, o resto do elenco - apesar de competente - não tem aquela harmonia do filme de 93. Lembro-me de ler numa revista da época que a irritante - já não revejo há alguns anos - filha do Dr. Malcom tinha sido um erro dos departamentos de casting e direcção de actores, usualmente tão elogiadas nas produções Spielberg, principalmente quando se fala de actores-mirím.

O filme resume-se rapidamente: o local é outra ilha onde os dinossauros foram criados antes de ser levados para o parque. Tudo esteve abandonado ao Deus dará durante meia dúzia de anos, "life finds a way". Obviamente, depois dos civis descobrirem a ilha começam as expedições. Obviamente, corre tudo mal. Explorar uma ilha cheia de repteis gigantes para tirar fotos para o Instagram em papel? O que podia correr mal? Capturar dinossauros para os levar para o continente? O  QUE PODIA CORRER MAL? Pior só a cria de humano que - surpresa - viaja ás escondidas atrás do pai para UMA ILHA CHEIA DE DINOSSAUROS. Spoiler: não é comida pelo T-Rex...

O tom geral desta continuação é mais cínico, com mais algum terror leve em detrimento da aventura, e a mudança de cenário no final, com a transposição das bestas do começo dos tempos para o nosso ambiente tecnológico é quase universalmente desprezada, mas tem alguns dos meus momentos favoritos do filme, com boa dose de humor negro e referências da cultura pop.


Apesar de não chegar à perfeição do primeiro capítulo, é uma sequela que não envergonha a franquia e que se vê muito bem.

Sejamos francos, nunca nos vamos cansar de ver humanos a fugir de dinossauros recriados por humanos. É o karma, e tal...
Consegui encontrar recentemente um livro do "Making Of" - de onde retirei as fotos para este post - que tenho um dia que partilhar convosco.



Para os mais nostálgicos recomendo a leitura deste artigo que fiz para a Enciclopédia de Cromos sobre a caderneta de cromos que foi vendida na época: "The Lost World: Jurassic Park" - Caderneta de Cromos (1997) - Enciclopédia de Cromos".
Ler Mais ...

0 comentários


Uma mão cheia - menos 1 dedo - de capas da Vanity Fair - a Cristina lá da América - dedicadas a "Star Wars: The Last Jedi", pela lente de Annie Leibovitz.
Oh, Kylo mete a máscara de volta, assim metes medo ás crianças...

As ultimas tendências em moda Jedi, hobo-chic:

It's fun to stay at YMC... Rebellion:

A verdadeira Princesa do Povo:

Ler Mais ...

0 comentários



Wonder Woman | Poster

I absolutely love this poster!

#wonderwoman #poster #blog #diana #tank #wwi #awesome






Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2q4wv6e
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários


Wonder Woman | Poster


Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2rskioI
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários


Ás vezes o melhor fica guardado para o fim. Agora é esperar umas semanas para ver se o filme está à altura deste trailer electrizante da Wonder Woman / Mulher Maravilha (antigamente "Super-Mulher" em Portugal):

Ler Mais ...

0 comentários



Blade Runner 2049 | Posters





Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2qEbfke
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários


Inhumans - Esta foto de promoção já falhou no cabelo da Medusa...



Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2qE1GSi
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários


A série sobre os Avengers dos pobres, "The Defenders", já tem um trailer:

 

 "Os Defensores" vai juntar os heróis urbanos da Marvel que já tiveram direito à sua série solo: Daredevil, Jessica Jones, Luke Cage e Iron Fist. A vilã Alexandra - Sigourney Fuckin' Weaver - parece ser uma mulher de negócios/política malvada - shocking!
Também da Marvel, mas no Hulu, "The Runaways" - que teve uma excelente série inicial na BD - viu o seu primeiro teaser trailer vazado, vejam enquanto está online: "The Runaways" - Teaser Trailer.
Ler Mais ...

0 comentários



Geralmente fujo de recomendações, tanto de filmes como livros, por exemplo. Este "Kingsman: The Secret Service" é um exemplo disso, e apesar de achar que é um poucochinho overrated, fiquei rendido ao sentido de humor e acção de toda a fita. Já agora, grande poster esse ai de cima. Tenho pena de só ter visto agora.
Como o filme é de 2014 fica o trailer para ajudar a memória da malta velha como eu que já não se lembra onde guardou a dentadura:


Toda a sátira, acção, inventividade e os momentos meta e non-sense transformam o que podia ser um banal filme de espionagem aprendiz de James Bond que vai salvar o Mundo de mais um megalómano bilionário, num filme divertidissimo, que também beneficia de um elenco carismático e da direcção de Matthew Vaughn ("X-Men: First Class", "Kick-Ass", "Stardust". Sou grande fã deste último, merecia mais sucesso!).
Vi  a versão não-censurada - desconheço qual passou nos nossos cinemas - mas a famosa cena da igreja, por toda a sua crueza e crueldade, até parece um pouco deslocada do resto do filme, apesar de ser das lutas mais impressionantes que alguma vez vi.
E a cena final deixa envergonhadas quaisquer cenas finais do James Bond...
Em suma, filme recomendadissimo, e vou esperar ansioso pela sequela "Kingsman: The Golden Circle".

Ler Mais ...

0 comentários


O esperado Teaser trailer do Episódio VIII da Saga da Guerra das Estrelas, fresquinho da Star Wars Celebration.
Star Wars: Episode VIII - The Last Jedi:


Não é tão explosivamente emotivo como o teaser do Force Awakens, o que é compreensivo, porque no anterior era ver o regresso de personagens queridos mas afastados do grande ecrã há décadas, mas tem vislumbres suficientes para lançar os fãs na busca desenfreada por referênciaa. Pelo menos até o trailer "a sério" sair.

E para quem achava que o teaser poster parecia familiar:
Ler Mais ...

0 comentários



Transformers: The Last Knight | Trailer






Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2putl6N
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários



Justice League | Poster






Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2o6NUFc
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários


Thor Ragnarok | Poster e o Trailer que incendiou a Internet e de momento é o mais visto da Marvel em tão pouco tempo:



Yeah baby, yeah!!

Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2p0ZLcF
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários


"Ghost In The Shell" ("Ghost in the Shell - Agente do Futuro" em Portugal, "A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell" no Brasil), a versão de imagem real do manga de 1989, segue a história da Mira Killian (Scarlett Johansson), a sobrevivente de um ataque de cyber-terroristas. Com o corpo destruído, o seu cérebro é colocado num corpo artificial. Mais tarde lidera uma equipa de elite de combate a ameaças terroristas, a mando da Secção 9. A acção da película decorre num Japão multi-cultural e decadente, num mundo em que boa parte da população tem implantes cibernéticos, por necessidade ou capricho. Nesse mundo diverso Major é tratada como uma humana, mas não consegue parar de interrogar sobre a sua vida anterior. E as questões só aumentam enquanto a Secção 9 dá caça ao mais perigoso hacker e cyber-terrorista de sempre: o "Puppet-Master". 


Vi o primeiro filme "Ghost In The Shell" no inicio do século XXI, numa época em que fiz binge de um grande número de animes conceituados. Creio que o hype era tão grande - depois de anos a ler em revistas e sites sobre as excelências, principalmente depois que saiu o "The Matrix" - que bebeu de GitS como de outras fontes. Felizmente, os anos encarregaram de apagar da minha memória quase tudo excepto aquelas cenas mais famosas. Portanto fui para a versão semi-americanizada, ainda sem conhecer o manga original. Na primeira metade pareceu-me mais directa ao assunto, adaptando muitas sequências mas com um contexto ligeiramente diferente. No anime (que revi entretanto - apenas o primeiro filme, nada de séries e continuações) sabe-se zero sobre o passado da Major, mas no live action deram-lhe fantasmas do passado e um segredo pessoal com ligação à big picture
Agradece-se o budget repartido mais para a fabulosa ambientação deste futuro diverso - que levou um upgrade de Blade Runner em esteróides - do que para cenas de acção bigger than life. Tem acção, mas nada que surpreenda quem já tem uns anos disto. Talvez esse aspecto - que comparado com blockbusters recentes parece um filme intimista - e a decisão de não apelar ao público alimentado a "Fast and The Furious" tenha resultado num box-office desapontante (no momento que escrevo). Agora imaginem se a protagonista fosse uma desconhecida  (para o resto do mundo) actriz japonesa. Sobre toda esta "polémica" sobre o whitewashing do elenco, isto é, a escolha de actores brancos para o papel de personagens fictícias que anteriormente foram retratadas como pertencentes a outra etnia; aparentemente nem toda a má publicidade é boa publicidade. Ironicamente, na minha opinião, os media que suportaram a campanha de ódio para conseguirem likes extra e apelar ao público mais extremista, acabaram por ajudar a sabotar o que estes grupos poderiam usar como mais uma arma de arremesso contra os maléficos homens brancos heterossexuais, apesar de ter sido criado por uma mulher... não posso explicar isto melhor sem dar spoilers...
Algumas horas depois fui rever o anime de 1995, e tive que ir aumentar a nota no Letterboxd. Apesar de abordarem o tema do "eu" com conceitos distintos, o anime é mais interessante do que o filme live action, ainda para mais tendo em conta a época em que foi lançado, quando a Internet, Inteligência Artificial e conceitos informáticos relacionados não eram ainda de conhecimento generalizado do público. No entanto, o filme encabeçado por Scarlett Johansson tem mérito, é um blockbuster sóbrio e com tempo para respirar, bons secundários, excelente cinematografia, uma banda sonora que refere a original. Apesar de alguns momentos que não funcionam bem, e de ser menos ambíguo, não é nenhum "Dragon Ball Evolution" como vem sendo vendido por ai.



Ler Mais ...

0 comentários


Justice League | Poster
#JusticeLeague #poster #blog #batman #wonderwoman #theflash #aquaman #cyborg





Via Tumblr do CINE31 http://ift.tt/2ngosON
Visite também o Grupo Oficial do CINE31 no Facebook, o Twitter, o Google+ e o Youtube do CINE31. via IFTTT
Ler Mais ...

0 comentários